Habilidades BNCC

  • EM13LGG302
    Posicionar-se criticamente diante de diversas visões de mundo presentes nos discursos em diferentes linguagens, levando em conta seus contextos de produção e de circulação.
Roteiro do Vídeo

Hoje, vamos falar sobre importantes mulheres da literatura.

Apesar de ser comum vermos mulheres escritoras atualmente, nem sempre foi assim.

Por muito tempo, em vários lugares do mundo, as mulheres tiveram que assinar seus livros com pseudônimos masculinos.

Ou seja, precisavam assinar como se fossem homens, para poder publicá-los.

Você sabia disso?

Com o decorrer do tempo, isso mudou.

E cada vez mais mulheres passaram a ocupar o espaço da escrita.

Muitas se tornaram importantes referências no cenário literário nacional.

Esse é o caso de Clarice Lispector, tema do nosso primeiro vídeo.

Você já ouviu falar dessa autora e de alguma de suas obras?

Vindas de realidades totalmente diferentes, outras escritoras também exerceram esse papel pioneiro, abrindo caminho para mais escritoras nos livros nacionais.

Esse é o caso de Carolina de Jesus, uma escritora que, por um período de sua vida, foi catadora de papel.

Ela registrou a dura realidade da desigualdade no Brasil com a sua escrita e é o tema de nosso segundo vídeo.

Por fim, o terceiro vídeo vai tratar da realidade das escritoras no nosso país hoje e os obstáculos que ainda enfrentam.

Preste especialmente atenção sobre como a entrevista se posiciona sobre o termo “literatura feminina”.

Vamos lá?

Vídeo 1: Cidade de Leitores | Clarice Lispector (até 14’25”)

Parceiro realizador: MultiRio

Duração: 14’25”

http://www.multirio.rj.gov.br/index.php/assista/tv/1319-clarice-lispector

 

Vídeo 2: Show da História | Carolina de Jesus

Parceiro realizador: Canal Futura

Duração: 13’30”

http://www.futuraplay.org/video/carolina-de-jesus/491353/

 

Vídeo 3: Trilha de Letras | Há que se falar em literatura feminina? (05’19” a 12’02”)

Parceiro realizador: TV Brasil

Duração: 6’08”

https://tvbrasil.ebc.com.br/trilha-de-letras/2017/08/ha-que-se-falar-em-literatura-feminina

Atividade sugerida para aprender sobre o tema

Hoje, você conheceu um pouco mais sobre a trajetória das mulheres na escrita. Conheceu os obstáculos que enfrentaram e a sua importância para o patrimônio cultural nacional.

As autoras apresentadas têm estilos de escrita diferentes, e falam sobre temas distintos.

Como aponta Tatiana Salem Levy, não há um gênero literário específico para as mulheres.

Assim como outros escritores, elas podem e escrevem sobre qualquer assunto.

Refletindo sobre isso, responda:

Qual a importância dessas mulheres para a literatura brasileira?

De acordo com o que assistiu, qual a diferença entre uma literatura feminina para uma literatura feminista?

Escreva uma redação dissertativa-argumentativa, expondo sua opinião sobre o tema.

Você pode pesquisar mais sobre literatura feita por mulheres para selecionar bons argumentos e defender o seu ponto de vista.

Seu texto pode ser compartilhado, mais tarde, com amigos ou na sua escola!

Preparado?

Como saber se a atividade está correta?

Sobre o texto dissertativo-argumentativo, é preciso que você tenha em mente a estrutura desse tipo de redação:

  • Introdução: no início da dissertação, o autor apresenta o assunto abordado no texto e a tese a ser defendida.
  • Argumentação: aqui você irá utilizar argumentos baseados em dados e informações confiáveis para defender seu ponto de vista.
  • Conclusão: o final de um texto dissertativo-argumentativo irá sintetizar e finalizar os pontos abordados ao longo do texto, fechando o que foi apresentado na introdução.

Também preciso considerar todo o processo de escrita:

Primeiramente, é preciso conhecer o tema sobre o qual vai escrever.

Ou seja, é preciso ter um repertório que mostre que você se propôs a escrever sobre algo que sabe.

No caso da proposta desta aula, uma boa forma de começar é lendo um livro escrito por uma das mulheres dos vídeos!

Em seguida, você deve planejar seu texto, indicando o que será escrito e em que ordem.

Depois, você deve escrever o texto e fazer uma revisão, lendo tudo com muita atenção, reescrevendo trechos, retirando outros e vendo se faltou alguma coisa.

Para saber mais, é só apontar a câmera do celular para o QR code que está na tela.

Até a próxima.