Habilidades BNCC

  • EF02GE04
    Reconhecer semelhanças e diferenças nos hábitos, nas relações com a natureza e no modo de viver de pessoas em diferentes lugares.
  • EF02GE05
    Analisar mudanças e permanências, comparando imagens de um mesmo lugar em diferentes tempos.
  • EF03GE03
    Reconhecer os diferentes modos de vida de povos e comunidades tradicionais em distintos lugares.
Roteiro do Vídeo

Olá pessoal, tudo bem com vocês!

Espero que estejam aprendendo um monte de coisas bacanas todos os dias.

Mas antes de eu contar para vocês o tema de hoje, vamos relembrar os cinco cuidados básicos contra o coronavírus?

1 -Lavar frequentemente as mãos

2- Usar o antebraço para cobrir a tosse ou espirro

3- Não tocar o rosto

4- Manter distância segura de outras pessoas

5- Se possível, não sair de casa.

Agora que vocês já lembraram como devem se cuidar para manter o coronavírus bem longe, quero perguntar uma coisa:

O que você pensa quando ouve a palavra DESERTO?

Eu já penso logo em tapetes mágicos, histórias das Mil e uma Noites e… sede! Muita sede!

Fui pesquisar a origem da palavra “deserto” e olha só que descobri: ela vem do latim “desertu”, que significa desabitado, solitário, esvaziado.

Combina bem, não é?

É bem difícil ver gente habitando os desertos!

Vamos conhecer mais sobre esse bioma e suas principais características?

Vídeo 1: O caso das areias escaldantes

Parceiro realizador: Peixonauta – TV Pinguim

Duração: 12’35

Gente! Ainda bem que o camelo ajudou os meninos!

Realmente não é fácil sobreviver no deserto…

Você sabia que os cactos, por exemplo, sofreram adaptações importantes para conseguir se desenvolver nesse ambiente?

Suas raízes ficam perto da superfície e cobrem uma grande área, para absorver a água das poucas chuvas que caem.

Seu caule é capaz de armazenar água, como vimos no vídeo quando Juca e Pedro puderam beber água. Por fim, suas folhas foram substituídas por espinhos, para impedir a planta de perder muita água.

Agora, além de camelo, quem sabe dizer outros animais que vivem no deserto?

Também fui pesquisar sobre isso e olha o que descobri:

No deserto vivem animais como os ratos-canguru, as marmotas, as cobras, lagartos e escorpiões.

E, também, insetos, como o escaravelho. Aquele besouro que ajudou o peixonauta a descobrir onde estavam seus amigos!

A maioria destes animais desenvolvem suas atividades à noite, quando as temperaturas são mais baixas. Durante o dia, permanecem refugiados do calor escaldante.

Vamos continuar nossas investigações sobre o deserto com a Luna?

Vídeo 2: Perdidos no deserto

Parceiro: Show da Luna

Duração: 11’29

Ufa, ainda bem que há oásis nos desertos, não é?

Eles servem como ponto estratégico de descanso e abastecimento de água para as populações nômades, que são aquelas pessoas que não têm moradia fixa e habitam o deserto.

Também são utilizados por comerciantes que cruzam os desertos seguindo as rotas comerciais, como os beduínos e tuaregues da África.

Eles utilizam os oásis do deserto do Saara há mais de três mil anos!

O deserto do Saara, é um exemplo de deserto quente.

Ele se estende por dez países africanos.

Mas, você sabia que existem desertos gelados? (CARA DE ASSUSTADA)

É isso mesmo, nos desertos gelados as temperaturas são mais baixas.

Mas, assim como os desertos quentes, também têm falta de umidade e de chuva.

E durante o dia é mais quente e durante a noite, mais frio.

O Antártico, o Ártico e o Atacama, são exemplos de desertos frios.

Agora que você está bem sabido de deserto, que tal fazer um quadro dessa paisagem?

Pegue uma embalagem ou uma caixa transparente e vá compondo dentro dela um deserto quente, com os seus elementos, como areia, camelos, outros animais e os cactos.

Você pode usar massinha para fazer esses elementos, que tal?

Agora, se você for fera no desenho, pode desenhar cada coisa, recortar e colar!

O importante é colocar os elementos da natureza e os animais que podem sobreviver nesse tipo de ambiente, combinado?

Bom, por hoje termino por aqui.

Mas para continuar aprendendo, basta pedir ajuda a um adulto e apontar a câmera do celular para o QR code que está na tela!

Até o próximo encontro!