Habilidades BNCC

  • EM13LP38
    Analisar os diferentes graus de parcialidade/imparcialidade (no limite, a não neutralidade) em textos noticiosos, comparando relatos de diferentes fontes e analisando o recorte feito de fatos/dados e os efeitos de sentido provocados pelas escolhas realizadas pelo autor do texto, de forma a manter uma atitude crítica diante dos textos jornalísticos e tornar-se consciente das escolhas feitas como produtor.

Para saber mais

  1. https://oglobo.globo.com/https://g1.globo.com/jornal-nacional/
  2. https://educacao.uol.com.br/disciplinas/portugues/redacao—noticia-a-estrutura-do-texto-jornalistico.htm
  3. https://briohunter.org/blog/dominar-arte-entrevista/
  4. https://www.youtube.com/watch?v=IEPv0weuDxw&list=PLTtZUJqLYbClPUTdwS-xsYC2DJu3EqINk&index=10
  5. https://www.youtube.com/watch?v=wITJ2rHlJmY&list=PLTtZUJqLYbClhoQT6OBDQdAr3y8ma0Wj1&index=2

Roteiro do Vídeo

O jornalismo é muito importante para o mundo inteiro.

Através de notícias e reportagens nos mantemos informados sobre o que acontece em nosso país e ao redor do planeta.

Com isso, podemos conhecer, refletir, nos posicionar e tomar decisões importantes para nossas vidas pessoas e para a vida em sociedade.

Vamos começar nosso encontro conhecendo um pouco mais sobre o valor da notícia.

Você lê notícias? Em que jornais essas notícias são publicadas?

Fique atento a essas perguntas ao assistir os vídeos desta aula.

Em seguida, você vai aprender sobre como a escrita jornalística acontece dentro dos veículos escritos: jornais e revistas impressos ou online.

Você acha que as notícias e reportagens sobre um mesmo acontecimento são veiculadas pelos meios de comunicação da mesma forma?

O último vídeo vai abordar exatamente esse assunto!

Vamos lá!

 

Vídeo 1: Gênero oral: notícia (rádio e TV)

Parceiro realizador: Khan Academy

Duração: 6’20”

 

Vídeo 2: Morde a Língua | A hora de uma estrela: gêneros textuais em jornais e revistas

Parceiro realizador: MultiRio

Duração: 17’30”

 

Vídeo 3: Leia e informe-se – Língua Portuguesa – Ens. Fund. – Telecurso

Parceiro realizador: Novo Telecurso

Duração: 15’25”

Os gêneros jornalísticos são muito importantes para comunicar, informar e formar opiniões.

Notícias, por exemplo, falam sobre fatos reais e recentes, precisam ter uma linguagem mais direta e objetiva e serem responsáveis e fontes confiáveis de informação.

Lembre-se: no jornalismo sério não há lugar para Fake News!

Uma informação falsa pode prejudicar muitas pessoas e uma sociedade inteira!

Agora que você sabe mais sobre alguns gêneros que compõem jornais e revistas, o tipo de escrita e sua função social, que tal produzir sua própria notícia de jornal?

Procure algum acontecimento recente ocorrido no bairro onde você mora.

Você pode entrevistar seus vizinhos e amigos, procurar dados na internet e até mesmo tirar fotos dessa situação.

Certifique-se de que todas as informações recolhidas são verdadeiras e estão corretas e escreva de forma objetiva e direta a sua matéria!

Depois, você pode compartilhar o texto em um blog de notícias criados por você ou que pertença a algum amigo; publicá-la em um mural da escola; ou até fazer dessa experiência um primeiro passo para montar um jornal da escola ou do bairro.

Que tal?

Como saber se a atividade está correta?

Sobre a escrita de notícias, você está no caminho certo se seguiu os seguintes passos:

  • Seleção de um fato ou acontecimento para ser noticiado.
  • Pesquisa sobre esse acontecimento, entrevistando pessoas que participaram dele ou presenciaram o que ocorreu.

É importante checar mais de uma fonte para obter várias visões diferentes do acontecimento.

  • Na produção do texto, também é preciso considerar a própria estrutura do gênero textual.

É preciso ter um título e um subtítulo; escrever um parágrafo apresentando o lide; que é um resumo do que aconteceu, quando, onde, com quem; e outros parágrafos esclarecendo todos os itens desse lide.

  • Sobre a linguagem da notícia, ela deve ter frases diretas; ser objetiva; ser escrita em terceira pessoa e apresentar os depoimentos dos entrevistados, mesclando discurso direto e indireto.

Para saber mais, basta apontar a câmera do celular para o QR code que aparece na tela.

Até a próxima!