Habilidades BNCC

  • EF04CI04
    Analisar e construir cadeias alimentares simples, reconhecendo a posição ocupada pelos seres vivos nessas cadeias e o papel do Sol como fonte primária de energia na produção de alimentos.
  • EF04CI05
    Descrever e destacar semelhanças e diferenças entre o ciclo da matéria e o fluxo de energia entre os componentes vivos e não vivos de um ecossistema.
  • EF05GE11
    Identificar e descrever problemas ambientais que ocorrem no entorno da escola e da residência (lixões, indústrias poluentes, destruição do patrimônio histórico etc.), propondo soluções (inclusive tecnológicas) para esses problemas.

Para saber mais

Olá Pessoal!

Vocês já ouviram falar no ICMBio?

Não?

É o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade, um órgão ambiental do governo brasileiro, criado em 2007.

Esse órgão é responsável pelo mapeamento da fauna brasileira.

Segundo ele, o Brasil possui a maior biodiversidade de animais do mundo.

São mais de 120 mil espécies de invertebrados, e aproximadamente 8.930 espécies de vertebrados.

Você sabia que existem três vezes mais espécies de peixes de água doce no Brasil do que em qualquer lugar no mundo?

E que aqui existem pelo menos 392 espécies de cobras?

Porém, infelizmente, também estamos no topo das listas de extinção.

Na última lista publicada, em 2014, tivemos 1.173 espécies em risco.

Vamos conhecer mais sobre os animais do Brasil?

Roteiro do Vídeo

Vídeo 1: Como Vivemos – Reino Animal Fauna brasileira

Parceiro: MultiRio

Duração: 10’18”

http://www.multirio.rj.gov.br/index.php/assista/tv/12322-fauna-brasileira

Nossa, vocês viram que lindas as tartarugas!

Elas me lembraram um poema bem divertido que se chama Tartaruga-cabeçuda.  É assim:

Se tivesse

Barba de bode

Seria

Tartaruga-barbuda

Pescoço de Girafa

Tartaruga-cabeçuda

 Orelhas de elefante

Tartaruga-orelhuda

Barriga de hipopótamo

Tartaruga-barriguda

 Ainda bem

Que nada disso

Ela tem.

Gostaram? Essa poesia está no livro “Belezura marinha” de Lalau e a Laurabeatriz.

Sabem, quando fui à Praia do Forte, na Bahia, eu visitei o projeto TAMAR.

Conhecem?

É um projeto brasileiro que promove a recuperação das tartarugas marinhas.

Os biólogos deste projeto me fizeram pensar em como a extinção de espécies está ligada a falta de cuidado do homem com o meio ambiente!

Você já deve ter visto, por exemplo, quantos animais marinhos morrem por comerem plásticos que são lançados nas ruas e nas praias e acabam no mar, não é?

Mas, vamos deixar um pouco esse assunto triste de lado e descobrir o que comem os animais?

Vídeo 2: Animais herbívoros, carnívoros e onívoros

Parceiro: Khan Academy

Duração: 9’24”

https://pt.khanacademy.org/science/4-ano/vida-e-evolucao-4-ano/cadeias-alimentares/v/animais-herbvoros-carnvoros-e-onvoros

Observação: Todo o conteúdo da Khan Academy está disponível gratuitamente em www.khanacademy.org.

 

Uau, quantas categorias e subcategorias!

Vamos recapitular as categorias?

Os herbívoros comem plantas, os carnívoros carne, os onívoros comem de tudo e os detritívoros comem restos de animais e de vegetais.

E as subcategorias?

Animais que só comem invertebrados são os invertívoros.

E aquele que só comem insetos? Insetívoros, isso mesmo.

E vocês viram que os hábitos alimentares dos animais têm a ver com o aparelho bucal?

Legal, né!

Você já viu como as borboletas se alimentam?

Esse animal possui um tubo longo e estreito em sua boca chamado popularmente de “TROMBA”.

Mas, seu nome científico é probóscide (FALAR PAUSADAMENTE).

Essa “tromba” funciona como um canudo, que as borboletas usam para sugar o néctar das plantas.

E se a borboleta come néctar ela é… nectarívora! Isso mesmo!

Caramba, aprendemos muito, não é?

Bora relaxar com os Barbatuques?

Vídeo 3: Relógio – Barbatuques | Indivíduo Corpo Coletivo

Parceiro: Barbatuques

Duração: 5’48”

Então pessoal, gostaram?

Que tal fazer uma investigação na sua casa para observar algum animal pequenino e ver como ele se alimenta?

Pode ser uma borboleta, uma minhoca do jardim, formigas, besouros, o que você encontrar.

Se tiver uma lupa, pode ser um bom instrumento.

Nosso encontro está acabando, mas se quiser aprender mais, é só pedir ajuda a um adulto e apontar a câmera do celular para o QR code que está na tela!

Bom estudo!