Habilidades BNCC

  • EF67LP31
    Criar poemas compostos por versos livres e de forma fixa (como quadras e sonetos), utilizando recursos visuais, semânticos e sonoros, tais como cadências, ritmos e rimas, e poemas visuais e vídeo-poemas, explorando as relações entre imagem e texto verbal, a distribuição da mancha gráfica (poema visual) e outros recursos visuais e sonoros.
Roteiro do Vídeo

Lendo em voz alta o poema abaixo

 

Às Vezes

Às vezes tenho ideias felizes,

Ideias subitamente felizes, em ideias

E nas palavras em que naturalmente se despegam…

 

Depois de escrever, leio…

Por que escrevi isto?

Onde fui buscar isto?

De onde me veio isto? Isto é melhor do que eu…

Seremos nós neste mundo apenas canetas com tinta

Com que alguém escreve a valer o que nós aqui traçamos?…

 

[Poemas de Álvaro de Campos/Fernando Pessoa. http://www.dominiopublico.gov.br/download/texto/jp000004.pdf]

 

Você deve estar se perguntando. Mas, afinal, por que ela começou a aula assim?

Eu comecei declamando um poema de Álvaro de Campos, um dos heterônimos de Fernando Pessoa.

Você sabe o que são heterônimos?

Fernando Pessoa, um escritor português, era um sujeito tão criativo e com tanta imaginação que, além de escrever textos que assinava com seu próprio nome, criou várias personalidades.

Como se fossem realmente pessoas, com nomes, sobrenomes e estilos próprios de escrita.

Há muitos outros heterônimos.

Mas, vou parando por aqui para podermos tratar do tema da aula de hoje: Poesia e Poemas!

O que é poesia para você?

Onde você encontra poesia?

Poesia e poema são a mesma coisa?

Se você não sabe responder a essas questões, não tem problema.

Vamos assistir dois vídeos que vão explicar tudinho!

Atividade sugerida para aprender sobre o tema

Agora que você já conhece um pouco mais sobre poesia e poemas, que tal se aventurar na leitura e escrita de seus próprios versos?

Assim como nas histórias, você já sabe que os poemas dependem da imaginação do poeta.

E de sua capacidade de brincar com as palavras, que podem formar diferentes combinações e gerar diferentes, sons, ritmos e rimas.

O poeta também pode falar sobre todos os temas que quiser.

E ainda pode criar eu-líricos e até mesmo heterônimos.

Lembra do que vimos sobre os heterônimos de Fernando Pessoa?

Pronta para começar suas leituras?

Faça uma pesquisa em livros de poemas, no seu próprio livro didático ou em sites, na internet.

Escolha alguns poemas e faça várias leituras, para experimentar seu ritmo, a musicalidade e sentidos.

Depois, já cheio de ideias e com tudo o que aprendeu, escreva um poema.

Se desejar, faça também sua ilustração.

Como saber se a atividade está correta?

Você está no caminho certo para a produção do gênero poema se considerou os seguintes aspectos:

  • Escolheu um tema para o seu texto.

Lembre-se: qualquer tema é possível quando se escreve poemas. Você pode falar de sentimentos, mas também fazer uma denúncia social.

  • Escreveu seu texto vem versos.
  • Escolheu cuidadosamente as palavras para criar diferentes sentidos e imagens.
  • Organizou os versos em estrofes.
  • Criou rimas, mas isso não é obrigatório para definir seu poema.
  • Criou um eu lírico, ou seja, criou uma voz para o poema.
  • Deu um título para o seu poema.

Para saber mais, é só apontar a câmera do celular para o QR code que está na tela.

Até a próxima!