Habilidades BNCC

  • EM13LGG601
    Apropriar-se do patrimônio artístico de diferentes tempos e lugares, compreendendo a sua diversidade, bem como os processos de legitimação das manifestações artísticas na sociedade, desenvolvendo visão crítica e histórica.
  • EM13LP45
    Analisar, discutir, produzir e socializar, tendo em vista temas e acontecimentos de interesse local ou global, notícias, fotodenúncias, fotorreportagens, reportagens multimidiáticas, documentários, infográficos, podcasts noticiosos, artigos de opinião, críticas da mídia, vlogs de opinião, textos de apresentação e apreciação de produções culturais (resenhas, ensaios etc.) e outros gêneros próprios das formas de expressão das culturas juvenis (vlogs e podcasts culturais, gameplay etc.), em várias mídias, vivenciando de forma significativa o papel de repórter, analista, crítico, editorialista ou articulista, leitor, vlogueiro e booktuber, entre outros.
Roteiro do Vídeo

A literatura pode contar muito sobre a realidade.

Nas vestes e falas de personagens; na forma como eles pensam, suas ideias…

Todos esses elementos podem refletir o tempo do autor e a época e o local onde ele vive enquanto escreve a sua obra.

Mas não é só assim que os livros nos contam sobre a história.

Alguns livros podem ser verdadeiros registros de um acontecimento, expondo fatos sobre um momento real.

Hoje você verá alguns vídeos e vai conhecer um desses casos: a obra “Os Sertões” de Euclides da Cunha.

Conhecido como o primeiro livro-reportagem brasileiro, o texto traz um relato profundo sobre um importante evento histórico do País: a Guerra de Canudos.

Vai compreender também o que é um livro-reportagem e as características do gênero.

Vamos lá!

Vídeo 1: Show da História | Antônio Conselheiro
Parceiro realizador: Canal Futura
Duração: 12’

Vídeo 2: Ensino Médio – Língua Portuguesa – Aula 69
Parceiro realizador: Telecurso
Duração: 11’

Vídeo 3: 58 – Leia e informe-se – Língua Portuguesa – Ens. Fund.
Parceiro realizador: Telecurso
Duração: 15:30’

Atividade sugerida para aprender sobre o tema

Agora que você conheceu um pouco mais sobre “Os Sertões” e como as técnicas jornalísticas podem ser aplicadas na literatura, é a sua vez:

Qual história você gostaria de contar em um texto?

Talvez algo que tenha vivido, ou um evento que aconteceu onde você mora?

– Faça uma lista de temas e histórias reais sobre as quais vale a pena escrever.

– Em seguida, faça um planejamento dessa produção.

– Organize as ideias sobre esse tema, selecionando fatos a serem narrados, definindo as personagens e determinando o tempo e o espaço em que a história se passa.

É importante também definir o narrador, se será em 1a ou 3a pessoa, e o enredo ou a sequência narrativa.

E lembre-se. Para escrever esse tipo de história, é necessário fazer pesquisa.

Cheque as informações, faça entrevistas com as pessoas que participaram ou conhecem os fatos e colete e selecione os dados.

Como saber se a atividade está correta?

Para escrever uma história com características de reportagem, o autor precisa saber um pouco sobre como funciona o texto jornalístico: apuração de dados, escrita clara, uso da informação e condução de entrevistas.

Sem pesquisa e coleta de dados, sobram poucos recursos e informações sobre os fatos a serem narrados. Por isso, o autor pode acabar escrevendo uma ficção, sem nenhum vínculo com a realidade.

Para fazer a tarefa proposta, você também precisa prestar atenção em tudo isso!

Tente conhecer o máximo possível da história que deseja contar antes de iniciar sua escrita.

Se quiser saber mais, é só apontar a câmera do seu celular para o QR code que aparece na tela.

Bom estudo!