Habilidades BNCC

  • EF02GE02
    Comparar costumes e tradições de diferentes populações inseridas no bairro ou comunidade em que vive, reconhecendo a importância do respeito às diferenças.
  • EF03GE02
    Comparar informações de pesquisas apresentadas por meio de tabelas de dupla entrada e em gráficos de colunas simples ou barras, para melhor compreender aspectos da realidade próxima.
  • EF03GE03
    Reconhecer os diferentes modos de vida de povos e comunidades tradicionais em distintos lugares.
  • EF35EF13
    Experimentar, fruir e recriar diferentes lutas presentes no contexto comunitário e regional e lutas de matriz indígena e africana.
Roteiro do Vídeo

Olá turminha!

Tudo bem com vocês?

Hoje vamos conhecer mais sobre o Brasil.

Você já parou para pensar em como ele é grande?

Quantas pessoas vivem nele?

É muita gente, não é mesmo?

E sabe o que é mais importante: nosso país é muito diverso!

O que significa que há diferentes pessoas e culturas convivendo com bastante harmonia e respeito!

Isso aconteceu porque, há muitos anos, os indígenas que já viviam aqui entraram em contato com o modo de viver dos europeus, que chegaram aqui procurando novas terras.

Mais tarde, com a escravidão, somou-se à maneira de viver dos brasileiros, o jeito de viver das pessoas pretas.

Vamos começar ouvindo um clipe musical que nos mostra bem as belezas do Brasil!

Vídeo 1: Brasil Animado – Videoclipe

Parceiros: Gui e Estopa

Duração: 2’11”

E aí gostaram?

Será que deu para reconhecer algum dos lugares que apareceram?

Eu, por exemplo, lembrei de uma viagem que fiz lá para a Bahia.

Aliás, você sabia que o Brasil pode ser dividido em cinco grandes regiões?

Na Região Norte, fica, por exemplo, a parte brasileira da Floresta Amazônica.

No Nordeste, fica o Ceará, entre outros estados.

No Centro Oeste, há o Pantanal, um dos biomas mais bonitos do mundo!

No Sudeste, fica São Paulo, uma das cidades muito importante!

E no Sul, fica Curitiba e a bela Ilha de Santa Catarina!

Em cada uma delas as pessoas têm hábitos e maneiras de viver diferentes.

Existem até palavras diferentes para a mesma coisa!

Eu, por exemplo, que moro em São Paulo, adoro uma mandioca.

Mas, quando cheguei lá na Bahia e fui pedir uma porção de mandioca frita, ninguém sabia do que eu estava falando.

A sorte é que uma pessoa de lá, que tinha morado um tempo em São Paulo, sabia que eu estava falando da macaxeira, que é como os baianos chamam essa raiz tão deliciosa!

Legal, não é? Mas, sabe que me deu uma saudade da Bahia…

E por falar em Bahia, que tal conhecer um pouco mais sobre esse lugar?

Vídeo 2: Brasil Animado – parte 03 – Bahia

Parceiros: Gui e Estopa

Duração: 6’47”

E então? Curtiram a Bahia de todos os Santos?

Lá tem a maior festa a céu aberto de todo o planeta…… 6 dias de festa!!

E vocês viram como lá há muitas influências dos povos que deram origem ao povo brasileiro?

A culinária da Bahia é uma mistura da comida dos índios, dos escravos e da comida real, dos portugueses.

Quem lembra os nomes desses pratos coloridos, cheirosos e deliciosos?

Isso mesmo: Moqueca, mariscada, caruru, acarajé e abará.

Ah! Eu adorei o desejo da fitinha do Senhor do Bonfim do Estresse!

Bem que os portugueses podiam devolver todas as riquezas que tiraram daqui na época do descobrimento, não é?

E a capoeira? Já conheciam?

Que tal aprender mais sobre a história dela e fazer alguns movimentos?

Vídeo 3: 1º ao 5º ano – Educação Física – CAPOEIRA 3

Parceiros: TVTEC Jundiaí

Duração: 8’15”

A Capoeira é muito dinâmica, não é, pessoal?

Mistura luta, esporte, cultura popular, dança e música.

Você sabia que há tipos diferentes de Capoeira?

Os dois principais são a Capoeira Angola e a Capoeira Regional.

A Angola é o estilo mais próximo de como os escravos jogavam.

Ela é mais lenta, com movimentos meio que disfarçados, executados perto do solo.

E quase sempre está acompanhada por uma bateria completa de instrumentos.

Já a capoeira regional é um jogo mais rápido, porém sempre com manobras de ataque e defesa.

Ela foi criada pelo baiano Mestre Bimba, e foi ele quem inventou uma maneira de ensinar capoeira.

E que tal conhecer mais de outros lugares do Brasil?

Você pode procurar imagens ou vídeos sobre as cidades brasileiras em livros, revistas ou na internet. Também pode fazer um pequeno caderno com desenhos dos lugares e costumes que descobrir em sua pesquisa.

Vocês sabem que é muito importante termos respeito pelo jeito de viver das pessoas, não é mesmo? Não existe um jeito certo ou um errado, cada parte do nosso país tem sua história e suas influências.

E para encerrar nosso encontro de hoje, vamos ouvir que vai nos ajudar a compreender melhor nossos sentimentos.

Vídeo 4: Quarentena de Histórias – O menino Nito

Parceiros: Prefeitura de Jundiaí

Duração: 5’13”

Que linda história!

Gostaram?

Ela nos ensina muito sobre aceitar nossas características e respeitar nossos sentimentos, não é mesmo?

Eu vou ficando por aqui.

Não esqueçam de continuar se cuidando e lavando as mãos várias vezes por dia!

E se quiserem continuar aprendendo, é só pedir ajuda a um adulto e apontar a câmera do celular para o QR code que está na tela.

Até o próximo programa, galera!