Habilidades BNCC

  • EM13CNT207
    Identificar, analisar e discutir vulnerabilidades vinculadas às vivências e aos desafios contemporâneos aos quais as juventudes estão expostas, considerando os aspectos físico, psicoemocional e social, a fim de desenvolver e divulgar ações de prevenção e de promoção da saúde e do bem-estar.
Roteiro do Vídeo

No primeiro vídeo, aprendemos sobre os como os neurônios fazem a conexão dos impulsos nervosos, desde a percepção de um estímulo até o cérebro.

E também como este envia a reação ao restante do corpo.

Você poderia dar um exemplo deste processo?

Você lembra qual exemplo é apresentado no vídeo?

Além disso, vimos que esses impulsos viajam a uma velocidade de 50 m/s e aprendemos sobre o tempo de reação após um estímulo inicial.

Nessa atividade, você poderá determinar o seu tempo de reação com a ajuda de alguém.

Essa pessoa deve segurar uma régua pela ponta, enquanto você fica com o dedo polegar e com o indicador em forma de pinça, em posição de segurar a ponta de baixo da régua, mas sem tocá-la.

Vídeo 1: Estudando as aulas do Telecurso – Biologia – Ens. Médio – Telecurso

Parceiro realizador: Fundação Roberto Marinho

Duração: 10’50”

 

Vídeo 2: Ciência Para Todos› Epilepsia

Parceiro realizador: Futura

Duração: 15’30”

http://www.futuraplay.org/video/epilepsia/500959/

 

Vídeo 3: SISTEMA RESPIRATÓRIO: ANATOMIA E FUNÇÕES | Resumo de Biologia para o Enem

Parceiro realizador: Blog do Enem

Duração: 7’10”

 

Vídeo 4: Que corpão!

Parceiro realizador: Multirio

Duração: 8’20”

http://www.multirio.rj.gov.br/assista/index.php/s%C3%A9ries/109-que-corpao

Atividade sugerida para aprender sobre o tema

No primeiro vídeo, aprendemos sobre os como os neurônios fazem a conexão dos impulsos nervosos, desde a percepção de um estímulo até o cérebro.

E também como este envia a reação ao restante do corpo.

Você poderia dar um exemplo deste processo?

Você lembra qual exemplo é apresentado no vídeo?

Além disso, vimos que esses impulsos viajam a uma velocidade de 50 m/s e aprendemos sobre o tempo de reação após um estímulo inicial.

Nessa atividade, você poderá determinar o seu tempo de reação com a ajuda de alguém.

Essa pessoa deve segurar uma régua pela ponta, enquanto você fica com o dedo polegar e com o indicador em forma de pinça, em posição de segurar a ponta de baixo da régua, mas sem tocá-la.

 

A pessoa que segura a ponta superior deve soltar a régua sem aviso prévio.

E você deve tentar segurar a régua sem mover a mão para baixo.

Por causa do tempo de reação, a régua irá se deslocar alguns centímetros antes de ser segurada.

Essa distância é o valor lido diretamente na marcação da régua na posição em que ela foi segurada.

Para saber o seu tempo de reação, basta dividir a distância por 5 e extrair sua raiz quadrada.

Qual o valor que você obteve?

Por fim, inspirado no último vídeo em que são apresentadas formas de medir a frequência cardíaca e a capacidade pulmonar, escolha um dos procedimentos e reproduza a atividade.

Como saber se a atividade está correta?

No vídeo, o exemplo dado é quando sentimos frio.

O estímulo da baixa temperatura provoca a contração dos músculos e o arrepio.

Essa informação é enviada ao cérebro que envia impulsos nervosos aos nossos braços, o nos leva a colocar um casaco.

No caso do tempo de reação, um valor médio é algo entre 0,1 e 0,2 s.

A frequência cardíaca de uma pessoa em repouso pode variar de 60 a 80 batimentos por minuto. O volume total dos pulmões é de cerca de 6,5 litros.

Mas em uma troca de ar em uma respiração profunda, o volume de ar trocado varia entre 3 e 4 L.

Se quiser saber mais, basta apontar a câmera do celular para o QR code que aparece na tela.

Até a próxima!