Roteiro do Vídeo

Objetivo de aprendizagem

Conhecer aspectos da cultura popular brasileira tomando contato com o gênero musical das serestas para valorização da diversidade de saberes.

O dito popular é claro: quem visita Conservatória, sempre volta!

Você já ouviu falar dessa pequena cidade do estado do Rio de Janeiro?

E conhece alguma coisa de serenatas?

O vídeo que veremos agora vai apresentar uma manifestação cultural muito rica, presente no interior do Brasil, principalmente a partir dos anos 50.

Preste atenção em como José Gomes Tinhorão define o termo “serenata”.

Depois, vamos discutir um pouco o que são as serenatas e as serestas, tentando entender o que tem em comum ou não entre esses dois termos.

Você vai notar que esse gênero musical cativa muito os ouvidos dos mais velhos.

Dos que apreciam a vida pacata e o romantismo cantado em prosa e verso.

Toda essa cultura vai dando forma e cor para a identidade brasileira, revelando suas características e a força das canções e das manifestações populares.

Fique atento!

Vídeo 1: MINHA RUA (Edgar Vilela/Conservatória)
Parceiro realizador: Canal Futura
Duração: 24’45
http://www.futuraplay.org/video/edgar-conservatoriarj/59752/

Vou te propor duas atividades a partir desse vídeo.

Durante as entrevistas, um dos personagens menciona o papel dos tropeiros.

Atividade sugerida para aprender sobre o tema

Que tal buscar nos livros de história quem foram os “tropeiros”?

Em que período histórico do Brasil se tornaram mais populares?

Qual era a atividade que eles lideravam?

E qual seu meio de transporte?

Atividade sugerida para aprender sobre o tema

Agora, a segunda atividade!

Voltando às serenatas, consegue se lembrar porque recebem esse nome?

O que caracteriza uma canção típica das serenatas?

Quais os elementos sempre presentes nesse tipo de canção?

 

E que tal se arriscar e compor alguns versos que caibam direitinho nesse tipo de manifestação popular?

Como saber se a atividade está correta?

O Tropeiro pode ser definido como um condutor de tropa de muares e cavalos, arrieiro ou bruaqueiro.

Eles iam das regiões de produção até os centros consumidores no Brasil, e se tornaram populares a partir do século XVII.

Já a palavra serenata vem do italiano e deriva da palavra latina “serenus”.

Ela pode ser definida como:

Canção ou performance musical em honra a alguém, geralmente uma donzela, com teor romântico.

As Serenatas são tipicamente calmas, leves e de pequena duração.

Normalmente são cantadas e tocadas à noite, de preferência debaixo de uma janela.

Já sobre a sua Serenata, é só usar a criatividade!

Os temas mais fortes são o amor, a saudade, uma musa inspiradora e muito romantismo.

Cuide das rimas, da fluência do verso e da cadência das palavras.

E para saber mais, é só apontar a câmera do celular para o QR code que está na tela!

Até a próxima!