Habilidades BNCC

  • CECH 01
  • CECH04
  • EF09HI36
    Identificar e discutir as diversidades identitárias e seus significados históricos no início do século XXI, combatendo qualquer forma de preconceito e violência.

Para saber mais

Acesse estes links

  1. CANDOMBLÉ. Museu Afrobrasil. Disponível em: <http://www.museuafrobrasil.org.br/pesquisa/indice-biografico/manifestacoes-culturais/candomblé>. Acesso em: 30 de abr 2020.
  2. SILVA, Mayara Rangel; ORLANDI, Nana Vasconcelos. Projeto “Porto Maravilha” e a transformação espacial da Zona Portuária do Rio de Janeiro. Disponível em: <http://www.puc-rio.br/Pibic/relatorio_resumo2013/relatorios_pdf/ccs/GEO/GEO-Mayara%20Rangel%20Silva%20e%20Nana%20Vasconcelos%20Orlandi.pdf>. Acesso em: 30 de abr 2020.
  3. CORRÊA, Maíra Leal. Quilombo Pedra do Sal. Belo Horizonte : FAFICH, 2016.
  4. VIOLA, Kamille. A zona portuária carioca agora é cool e pode ser a nova Lapa. Disponível em: <https://www.uol.com.br/urbantaste/noticias/redacao/2018/08/18/um-roteiro-cool-pela-zona-portuaria-do-rio-de-janeiro.htm>. Acesso em: 30 de abr 2020

Roteiro do Vídeo

A cidade do Rio de Janeiro não é apenas a antiga capital do Brasil.

Lá surgiram diversas manifestações culturais que são símbolos nacionais, como o samba e a bossa nova.

Sem falar no carnaval da cidade, conhecido em todo o país.

Hoje, vamos aprender um pouco mais sobre uma região específica dessa cidade: a zona portuária.

Por muito tempo esquecida, essa região passou recentemente por uma revitalização.

Atualmente, ela não é visitada apenas pelos museus e espaços culturais.

Sua antiga tradição musical também se mantém.

Ao longo do vídeo, preste atenção nos diversos espaços que serão apresentados, como a Pedra do Sal, Casa Porto e Morro do Valongo.

E divirta-se com a variedade musical da região!

Vídeo 1: Orquestra Voadora | Show Mambembe

Parceiro realizador:  Canal Futura

Duração: 25’31’’

Atividade sugerida para aprender sobre o tema

Espero que vocês tenham gostado desse show de imagens e sons!

Agora, com um pouco mais de informações, você consegue contar sobre a História da zona portuária do Rio de Janeiro?

E sobre as diversas tradições musicais mencionadas ao longo do programa?

Como saber se a atividade está correta?

Durante a colônia, a região foi primeiramente ocupada por portugueses, mas também chegaram pessoas de outras nacionalidades, como os franceses.

Depois, houve uma migração interna de pessoas vindas de outras regiões do Brasil, como Salvador.

Além disso, muitos escravizados que eram comercializados na região acabaram ficando por ali mesmo.

Na segunda metade do século XX, a região foi abandonada pelo poder público.

Só no final do século começam novos movimentos pela revitalização do local.

O programa é conduzido pela “Orquestra Voadora”, um grupo de fanfarra que se conheceu nos carnavais da cidade e que possui diferentes influências nacionais e internacionais.

Além deles, ao passar pela Pedra do Sal, o samba e o frevo são lembrados.

Por fim, há também o grupo “Afoxé Filhos de Gandhi”.

Ele foi fundado por estivadores vindos de Salvador que cantavam músicas do Candomblé em iorubá.

Com o tempo, passaram a fazer as próprias músicas em português.

Se quiser saber mais, é só apontar a câmera do seu celular para o QR code que aparece na tela.

Bons estudos!