Habilidades BNCC

  • EM13LGG302
    Posicionar-se criticamente diante de diversas visões de mundo presentes nos discursos em diferentes linguagens, levando em conta seus contextos de produção e de circulação.
  • EM13LP05
    Analisar, em textos argumentativos, os posicionamentos assumidos, os movimentos argumentativos (sustentação, refutação/contra-argumentação e negociação) e os argumentos utilizados para sustentá-los, para avaliar sua força e eficácia, e posicionar-se criticamente diante da questão discutida e/ou dos argumentos utilizados, recorrendo aos mecanismos linguísticos necessários.
Roteiro do Vídeo

Hoje, vamos falar da escrita de redações dissertativo-argumentativas: produções textuais que apresentam uma tese, defendem um ponto de vista a partir de argumentos, com o objetivo é convencer o leitor, persuadi-lo a concordar com a ideia ou ponto de vista exposto. Isso se faz por meio de vários tipos de argumentos, como o uso de dados, estatísticas, vozes de autoridade…

O texto dissertativo-argumentativo é solicitado, por exemplo, nos concursos e vestibulares, porque, além de permitir uma avaliação da capacidade do candidato de organizar suas ideias, pode revelar se ele possui senso crítico e habilidade de argumentação.

Quer saber mais?

Então assista ao um vídeo a seguir, que vai explicar melhor o que são redações dissertativo-argumentativas e como elas se estruturam. Não deixe de anotar as características mais relevantes sobre esse tipo de produção textual apresentadas pelo professor.

Vídeo: Texto dissertativo-argumentativo – Língua Portuguesa – 9º ano – Ensino Fundamental
Duração: 12m30seg

Agora que entendeu um pouco mais sobre textos dissertativos-argumentativos, você vai conhecer a história de Bujão, de Belo Horizonte, que resgatou a prática dos carrinhos de rolimã na sua comunidade, iniciando o primeiro “Mundialito de Rolimã” do mundo – uma competição que une jovens, idosos, crianças e adolescentes.

Preste atenção no processo que Bujão viveu para desenvolver a sua ideia, na relevância dos carrinhos de rolimã para comunidade onde ele vive, e nas soluções que encontra com os seus colegas para continuar essa tradição.

Mais tarde, você será convidado a refletir sobre esse exemplo de Bujão, produzindo uma redação dissertativo-argumentativa.

Pronto para “rasgar” o asfalto?

Vídeo 2: Minha Rua – Temp. 1 | Ep. 8 Rolimã
Duração: 25m
http://www.futuraplay.org/video/rolima/63844/

Atividade sugerida para aprender sobre o tema

O exemplo de Bujão mostra como uma boa ideia, com a ajuda de pessoas engajadas, pode ser realizada com os mais diferentes recursos disponíveis, afetando positivamente toda uma comunidade. Além disso, revela o impacto da participação dos jovens nas comunidades em que vivem, transformando realidades.

E agora, com tudo que aprendeu no vídeo anterior sobre argumentação e o que refletiu sobre o protagonismo dos jovens, você já pode escrever sua redação dissertativo-argumentativa,

expondo seu ponto de vista sobre o impacto da participação dos jovens na vida em sociedade. Para isso, pesquise sobre outros jovens que fazem a diferença e desenvolvem projetos na comunidade onde vivem. Ou ainda, apresentar em seu texto exemplos de seus próprios projetos comunitários, caso desenvolva algum. Você pode finalizar o texto, propondo uma ideia de projeto que pode melhorar a vida das pessoas de sua escola, bairro, cidade. Lembre-se de organizar seus argumentos, para convencer o leitor de que essa é uma boa sugestão!

Topa o desafio?

Como saber se a atividade está correta?

Sobre o texto dissertativo-argumentativo, o vídeo apresenta a estrutura textual que você deve seguir a fim de escrever um texto organizado e coerente, com todas as partes importantes para apresentar a tese, defendê-la com argumentos e, ainda, finalizar o texto fazendo propostas que têm a ver com o que foi discutido em seu texto. No entanto, não basta apenas conhecer essa estrutura. É preciso escrever muitas vezes para aprender a dominá-la e fazer dela uma ferramenta para discutir ideias e aprender construir argumentos coerentes e consistentes. Além disso, é preciso também conhecer o tema sobre o qual vai escrever; ou seja, é preciso ter repertório que mostre que você se propôs a escrever sobre algo que sabe, que pesquisou, leu, ouviu especialistas falando etc. Nesse caso, ao falar sobre protagonismo dos jovens, você vai precisar pesquisar sobre isso: afinal, o que quer dizer protagonismo juvenil? O que faz um jovem que é protagonista em sua vida e na sociedade em que vive? Que exemplos você pode dar sobre isso? Por que é importante, para a sociedade, o protagonismo juvenil? De que forma jovens como Bujão contribuem para que a mudança dessa sociedade?

Todas essas perguntas exigem que você, antes de escrever, leia mais sobre o tema, aprofundando seus conhecimentos.