Habilidades BNCC

  • EM13CNT103
    Utilizar o conhecimento sobre as radiações e suas origens para avaliar as potencialidades e os riscos de sua aplicação em equipamentos de uso cotidiano, na saúde, no ambiente, na indústria, na agricultura e na geração de energia elétrica.
Roteiro do Vídeo

Agora é a vez da radioatividade!

No primeiro vídeo de hoje veremos a estrutura de um átomo e suas duas regiões, núcleo e eletrosfera.

No segundo vídeo, o foco é a composição do núcleo atômico pelos prótons e nêutrons. E quais forças atuam para garantir a estabilidade dos núcleos.

Contudo, quando o núcleo é instável, podemos utilizar essa propriedade para diversos fins. Para produção de energia elétrica nos reatores das usinas, em diagnósticos e tratamentos na Medicina, ou nas armas nucleares.

No terceiro vídeo, entraremos em contato com o conceito de meia vida de um núcleo atômico. Também veremos como este tema é abordado em algumas questões do Enem.

Boa aula!

Vídeo 1: 47 – O mundo do átomo – Física – Ens. Médio – Telecurso
Parceiro realizador: Telecurso – Fundação Roberto Marinho
Duração: 14min04

 

Vídeo 2: 48 – Mergulhando no núcleo do átomo – Física – Ens. Médio – Telecurso
Parceiro realizador: Telecurso – Fundação Roberto Marinho
Duração: 15min29

 

Vídeo 3: RADIOATIVIDADE | Resumo de Química para o Enem
Parceiro realizador: Curso Enem Gratuito
Duração: 10min20

Atividade sugerida para aprender sobre o tema

A pergunta mais importante que aparece nos vídeos é sobre a estabilidade do átomo.

Sabendo que os nêutrons não interagem com a carga elétrica, e os prótons se repelem, como núcleo do átomo, composto somente por prótons e nêutrons, se mantém estável?

O que causa a instabilidade de alguns núcleos?

No segundo vídeo, o professor Thiago Oliveira explica o conceito de meia vida.

Apresenta também a fórmula matemática para o cálculo da quantidade de material resultante a partir da massa inicial e do número decorrido de meia vida.

Você seria capaz de esboçar o gráfico dessa massa resultante em função do tempo?

Procure esboçar esse gráfico em uma folha de papel.

Como saber se a atividade está correta?

O núcleo atômico se mantém estável por causa da força nuclear.

Ela é uma força de atração entre todos os elementos do núcleo, prótons e nêutrons. Muito intensa, mas de curto alcance.

O que garante a estabilidade do núcleo é uma quantidade adequada entre prótons e nêutrons. Quando há excesso ou falta de algumas dessas partículas, o núcleo pode ficar instável e se desintegrar.

O gráfico que mostra a massa resultante de um decaimento em função do tempo é uma curva exponencial.

Assim, a cada meia vida a quantidade de material é reduzida pela metade.

 

 

Para saber mais, é só apontar a câmera do seu celular para o QR code que aparece na tela.

 

Bons estudos!