Roteiro do Vídeo

Viver numa sociedade digital, em meio a plataformas de distribuição de conteúdo, produções coletivas de vídeo e interatividade de todo tipo, talvez não seja exatamente uma novidade pra vocês.

Estamos imersos no que chamamos de cultura digital, e esse parece ser um caminho sem volta. Principalmente se pararmos para pensar no volume de dinheiro investido por países, empresas e comunidades.

Pra falar desse tema muito atual, trazemos para você esse episódio do Expresso Futuro.

Ele gira em torno das redes sociais, de influenciadores e da vida “ao vivo”.

Uma dica: fiquem ligados e anotem tudo o que puderem sobre inteligência artificial.

Depois do vídeo teremos uma atividade especial!

Vídeo 1: EXPRESSO FUTURO (temporada China – redes sociais, influenciadores e a vida ao vivo)

Parceiro realizador: Canal Futura

Duração: 27’56”

 

Atividade sugerida para aprender sobre o tema

Se vocês prestaram bastante atenção, perceberam que os entrevistados falaram várias vezes de “Inteligência artificial”.

Vocês sabem do que se trata?

Então, a atividade de hoje tem a ver com investigação.

Pra começar, vocês precisam descobrir o que é inteligência artificial, para que serve e onde vem sendo aplicada.

O vídeo também menciona que uma das tarefas realizadas pela inteligência artificial é ajudar a verificar com rapidez e eficiência o conteúdo que é produzido e compartilhado nas redes.

Pra isso, é preciso criar critérios para decidir o que serve e o que não serve, o que é apropriado e o que não é apropriado.

Pensem na sua plataforma digital favorita.

Talvez seja o Instagram ou o Tik Tok.

Pois bem, a tarefa é escrever uma lista de critérios sobre o que vocês deixariam entrar ou o que vocês vetariam nessas redes, caso fossem moderadores de conteúdo.

Lembrem-se de pontos importantes como preservar a intimidade dos usuários, não permitir ofensas ou bullying digital, respeitar as diferenças e tudo mais!

Como saber se a atividade está correta?

Inteligência artificial é a inteligência similar à humana exibida por mecanismos ou softwares, além de também ser um campo de estudo acadêmico.

Vem sendo aplicada na área da saúde, agricultura, em situações cotidianas e em tarefas complexas e de riscos, como exploração de minas subterrâneas, por exemplo.

Ela também é muito usada na indústria, no marketing, no planejamento estratégico de empresas e em iniciativas envolvendo internet das coisas.

O uso de inteligência artificial também é observado em plataformas como o Facebook, Instagram e Youtube, aliadas à avaliação feitas por profissionais responsáveis por essa moderação de conteúdo.

Em geral, analisam-se postagens, imagens e comentários denunciados por usuários e materiais identificados como suspeitos pelos sistemas autônomos.

Informações falsas, fraudes, etc.

Uma vez detectado o conteúdo irregular, o perfil pode ser removido.

Normalmente, essas plataformas publicam suas regras de utilização.

Violar essas regras pode gerar punições como a suspensão temporária ou mesmo definitiva do perfil.

Para saber mais, é só apontar a câmera do celular para o QR code que está na tela.

Até a próxima!